Sem retorno ao presencial dia 6, segue indefinida a reabertura das unidades para o dia 13.

A reunião entre a FENASPS e o presidente do INSS na noite desta sexta-feira acabou novamente sem definição sobre a reabertura das agências e a retomada do atendimento presencial no dia 13 de julho. De acordo com a gestão, na próxima semana deverá haver nova reunião com a Secretaria de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia para definir a questão.

No entendimento da diretora da FENASPS, Thaize Antunes, e do diretor do SINDISPREV-RS, Thiago Manfroi, que participaram da audiência virtual, a indefinição decorre, sobre tudo, da pressão que a mobilização dos servidores tem exercido na direção do órgão. Em diversas assembleias estaduas e manifestações nas redes sociais os servidores tem reiterado que se manterão em trabalho remoto, mesmo se a gestão decidir pela retomada do atendimento ao público neste momento.

Frente a isso, a orientação é para que os servidores mantenham e intensifiquem a mobilização contra a reabertura das unidades em meio ao agravamento da pandemia no país. Medidas de pressão, como assinar o manifesto elaborado pelos colegas da GEX de Campos do Goytacazes, são importantíssimas neste momento. No domingo deverá ter plenária nacional da FENASPS, que deverá aprovar plano de luta nacional. Na próxima semana seguiremos acompanhando o desenrrolar desta questão. Sigam acompanhando por aqui.

Pela nossa segurança, pela nossa saúde, pela nossa vida… lutar, lutar e lutar!