Relatório da 1ª Reunião – GT de Metas

Pelo Servidor Patrick Osório (APS Sabará/MG)

Conforme a solicitação das entidades (FENASPS e CNTSS), ocorreu a primeira reunião do Grupo de Trabalho – GT Pontuação e Produtividade na data de 3 de março de 2020, na sala 910 da sede do INSS das 10:00 até aproximadamente 15:00.


O GT é composto por nove indicados pelo governo, entre representantes da DIRAT, da DGP, gestores de CEAB´s, ELAB´s, ADJ´s, CEAP de Manutenção e de outros; e ainda seis representantes da categoria, sendo três pela FENASPS e três pela CNTSS.


A reunião teve início com os representantes do INSS informando o produzirá um resultado, com indicações e sugestões, que serão levadas para a direção do INSS que é quem realmente tomará as decisões. Portanto todas as propostas que surgissem no âmbito das discussões, seriam levadas ao governo.

Desta forma, os encaminhamentos objetivos pela representação dos Servidores foram:

  • Solicitação do estudo que culminou com a definição da meta de 90 pontos e o valor da pontuação de cada beneficio/serviço;

  • Solicitação de que sejam definidos e publicados todos os procedimentos necessários em cada beneficio/serviço (desenho de fluxo), de modo que esteja claro o passo a passo a ser executado;

  • Solicitação de unificação da de toda a legislação/normatização que hoje em dia é espalhada em dezenas ou centenas de atos, Memorandos, Instruções Normativas, entre outros;

  • Solicitação de que se implemente suporte online para dúvidas.

Foi pontuado pelo Representante dos Servidores que toda a cobrança por produtividade do Servidor por parte da Autarquia vem ocorrendo sem o comprometimento da Direção do INSS em resolver os problemas estruturais da Instituição e atender as demandas internas e dar condições mínimas de trabalho. Foi feita uma comparação com outros órgãos Federais em que o parque tecnológico é muito melhor, e que existe suporte online para as duvidas.


Além disso, foi falado da precariedade dos serviços que dependem da PMF e das dificuldades que enfrentamos nos mesmos.


TODOS os representantes das entidades falaram da dificuldade de se bater as metas, da precariedade do parque tecnológico (velocidade de conexão, PC’s ultrapassados, sistemas e etc).

Ressaltamos que o GT não tem caráter deliberativo!

Ao final, em uma das ultimas falas, uma representante do INSS colocou a proposta de se punir o servidor com uma pontuação negativa quando da reabertura de alguma tarefa, no GET. Toda a representação doa Servidores foi  veementemente contra essa proposta, solicitando, inclusive, a retirada desta sugestão. Mas a Coordenação decidiu levar para uma futura reunião como proposta.


Ficou acordado uma nova reunião presencial dentro de 2 ou 3 semanas.
É URGENTE QUE A CATEGORIA SE MOBILIZE PARA GARANTIR QUE NÃO TENHAMOS MAIS PREJUÍZOS EM RAZÃO DOS PROBLEMAS CRIADOS PELA ADMINISTRAÇÃO!
DIA 18, TOD@S ÀS RUAS!