Trabalhadores do Estado do Ceará protestam contra os 90 pontos e o sistema de pontuação do INSS.

Abaixo vídeo organizado pelo colegas da APS Messejana da Gerência Fortaleza que informaram que deixarão de puxar as tarefas do BMOB em virtude das metas inexequíveis. 
O vídeo é acompanhado pela seguinte mensagem: “Hoje os servidores que fazem BMOB aqui da APS  Messejana da Gerência Fortaleza decidiram não puxar mais tarefas a partir do dia 01/09. O objetivo é disseminar a ideia para pressionar o INSS quanto a atual situação. Metas inatingíveis, possibilidade real de perda da GDASS quando das avaliações dos ciclos futuros tiverem impacto financeiro, falta de pessoal,falta de equipamentos, sistemas inoperantes, etc. Contamos com o apoio de todos os colegas a nível nacional que participam do BMOB. Não podemos deixar que sejamos massacrados dessa forma”.

Na última reunião do CGNAD (VEJA AQUI): Reafirmamos os questionamentos ao que tange a fixação dos 90 pontos e solicitamos relatórios que: a) informem qual o tempo médio em horas/dia dispendido para que os servidores conseguissem atingir os 90 pontos; b) demonstrem a capacitação dos novos servidores colocados na análise de benefícios”.

É urgente que a categoria se mobilize como estão fazendo os colegas da APS Messejana da Gerência Fortaleza, visto que as metas inexequíveis como a pontuação de 90 pontos não é expressão da real capacidade de produção no INSS e sim expressão de um “mundo ideal e mágico”. E apoiamos integralmente o movimento lançado pelos colegas.

Mudança e Renovação

A questão foi noticiada pelo:

Acesse o grupo criado de WhatsApp



🖋 Acesse o link da PESQUISA que esta circulando nas redes sociais (VEJA AQUI).

……..