PRESIDENTE DO INSS INFORMA QUE FARÁ UMA AUDIÊNCIA PÚBLICA PARA TRATAR DA QUESTÃO DO BÔNUS

Em audiência no INSS presidente informa que fará uma audiência pública com os servidores para apresentar a questão do pagamento de um bônus para os servidores, esse assunto entre outros foram tratados em reunião no INSS em 08 de outubro com os diretores do SINDISPREV-RS, veja baixo a integra dos assuntos tratados.

……..

Na segunda-feira, dia 08 de outubro, os diretores do SINDISPREV-RS, Taís Lhullier, Régis Boeck, Cyntia Heineck, Carmen Fösch, Thiago Manfroi e Daniel Emmanuel, participaram de audiência com o presidente do INSS, Edson Garcia. Também participou da reunião o Diretor de Gestão de Pessoas, Alexandre Guimarães.
O SINDISPREV-RS solicitou esta audiência para tratar de problemas que estão sendo verificados pelos servidores na implantação do INSS Digital no Estado, tais como o aumento dos benefícios represados e as dificuldades decorrentes da desconexão entre protocolo e análise no novo procedimento de trabalho, e para tratar de casos relativos à saúde e condições de trabalho que estão sendo atendidos pela Secretaria de Saúde do Trabalhador do sindicato.
Além da pauta que havia sido sugerida pelo sindicato, os diretores aproveitaram a oportunidade para buscar esclarecimentos dos gestores em relação ao projeto que prevê o pagamento de um bônus para os servidores da autarquia, conforme rumores que circularam nas redes sociais na semana passada.
A respeito dos problemas decorrentes da implantação do INSS Digital, o presidente informou que tem conhecimento das dificuldades enfrentadas pelos servidores no atendimento e na análise do benefício. Ele aponta como principais causas desses problemas a falta de infraestrutura necessária para modernização do atendimento e o modelo decentralizado de gestão, que permite que cada gestor regional ou local adote medidas sem uma orientação institucional.
Conforme o presidente, falta ao INSS um planejamento estratégico para a modernização da autarquia que, idealiza ele, deveria seguir o exemplo adotado pela AGU na implantação do sistema Sapiens. Os diretores do sindicato aproveitaram ainda a oportunidade para defender que um planejamento estratégico da autarquia deve estar vinculado a um programa de defesa da Previdência Social e um projeto de reestruturação da carreira, como função típica de estado e com atribuições específicas e indelegáveis definidas em lei.
Na ocasião foi apresentado ao presidente nota técnica sobre reestruturação da carreira do seguro social, elaborada pelo coletivo Mudança e Renovação a partir das deliberações do Encontro Estadual dos Servidores do INSS, realizado pelo SINDISPREV-RS em junho último, além de outros estudos cujo eixo é a defesa da carreira típica de estado para o seguro social, a partir do reconhecimento da Previdência como política estratégica para o desenvolvimento do país.
Já em relação ao projeto que prevê o pagamento de um bônus para os servidores do INSS, o presidente confirmou que existe um projeto de medida provisória sendo articulado com o governo. Conforme o gestor, o objetivo do programa é evitar a aposentadoria de servidores concessores e fomentar que mais pessoas se habilitem para o trabalho de concessores, tido hoje como o mais importante para a autarquia. Nesse sentido, ele confirmou que o bônus de R$ 60,00 deve ser pago para servidores que superarem uma meta diária de análise de benefício, hoje projetada para ser de 6 processos concluídos.
Os diretores do sindicato tentaram obter acesso à minuta da medida provisória, contudo, o presidente do INSS afirmou que o documento está sendo mantido em sigilo, e que a administração irá apresentá-lo para os servidores em uma audiência pública, ainda a ser convocada. Os diretores também procuraram abrir um diálogo sobre os critérios para ingresso no programa e as metas, que futuramente também devem refletir sobre a GDASS e outros aspectos da vida funcional, mas também receberam resposta negativa do gestor. Conforme ele, nessa audiência pública os servidores terão a oportunidade de se manifestar, já deixando claro que não pretende abrir qualquer processo de negociação.

FONTE: SINDISPREV-RS

MUDANÇA E RENOVAÇÃO
…….