EM TEMPOS DE KARINA ARGOLO: O “CACETETE” É O INSTRUMENTO DE DIÁLOGO COM OS SERVIDORES DO INSS.

Fonte: Brasil de Fato

Em 28/05/18, servidores (as) do INSS chegaram à Direção Central para realizar um ATO político e pacífico conforme publicado no site da FENASPS, para protestar contra todas as INGERÊNCIAS EXTERNAS NO INSS e os ataques que os trabalhadores dos serviços previdenciários vêm enfrentando – o Serviço Social e a Reabilitação Profissional do INSS, assim como apresentar pauta referente a todos os trabalhadores da carreira do Seguro Social.


Porém foram recebidos pela presidente do INSS em exercício Karina Argolo e Diretora de Saúde do Trabalhador – DIRSAT (VEJA AQUI), com severa repressão e violência, as imagens e vídeos abaixo dispensam qualquer tipo de descrição detalhada:
  
Importante destacar que determinado blog tendencioso tem acusado falsamente uma servidora de ter urinado de modo intencional, porém registramos que o fato se deu em virtude que a mesma foi impedida de utilizar o wc das dependências do saguão do prédio do INSS, mesmo depois de inúmeras solicitações.
Como já denunciado nesse blog o INSS hoje se encontra à DERIVA (VEJA AQUI) em um jogo político de disputa pelo controle do INSS (VEJA AQUI) que envolve políticos, partidos e entidade privada conforme Inquérito Civil instalado pelo Ministério Público Federal (VEJA AQUI).

Para os presentes na atividade realizada ficou evidente a falta de capacidade, interesse e responsabilidade da  presidente do INSS em exercício Karina Argolo de lidar com os fatos ocorridos e a resposta foi com o aumento do efetivo do serviço de segurança para agredir e reprimir duramente os servidores presentes na atividade. EM TEMPOS DE KARINA ARGOLO ESSA É A LINHA DE DIÁLOGO PARA TRATAR A PAUTA DE REIVINDICAÇÕES DOS SERVIDORES! Confira aqui a reportagem do Jornal Brasil de Fato.
Imperativo destacar o tratamento diferenciado conforme já divulgado nesse blog em que o “pulador de catraca” membro da entidade privada mencionado no Inquérito Civil pelo Ministério Público Federal tem livre acesso na autarquia e os servidores do INSS são duramente reprimidos o vídeo abaixo estabelece essa nítida diferença. 

Não podemos deixar de registrar a irresponsabilidade da presidente do INSS em exercício e sua a incapacidade de resolver problemas, durante os fatos ocorridos comprometeu-se a receber os manifestantes, porém ao adentrar na sala de reunião fomos informados que a mesma foi chamada para uma reunião no Ministério do Desenvolvimento Social – MDS, porém esse blog apurou com os servidores do prédio que a mesma se encontrava no recinto.
Diante o contexto os representantes que se encontravam para a reunião posicionaram-se veementemente da necessidade da presença da responsável pela autarquia para solucionar os problemas apresentados, bem como a pauta protocolada em dezembro de 2017 que até o presente sem solução (VEJA AQUI), solicitou-se aos assessores a urgência de uma reunião, porém o retorno que recebemos foi uma agenda possível em 06/junho.

Diante dos graves problemas que perpassa o INSS com a PANDÊMICA INGERÊNCIA instalada, o não atendimento das pautas protocoladas da carreira do seguro social e a alteração profunda dos processos de trabalho com a implementação de tecnologias sem garantir o atendimento à população e a existência da nossa carreira e de nossos empregos. 
Emerge para nós a necessidade de unificar os servidores em torno da defesa do INSS, do serviço público de qualidade e de nossa carreira.

  • Contra o apadrinhamento político e por eleições diretas para todos os cargos de gestão do INSS!;
  • Contra o desmonte dos serviços previdenciários – Serviço Social e Reabilitação Profissional!;
  • Apuração dos responsáveis pela agressão as trabalhadoras/res ocorrido em 29/05/2018;  
  • Melhoria das condições de trabalho e reposição de servidores;
  • Contratação imediata dos excedentes do último concurso;
  • Concurso público para contratação de novos servidores a partir de 2019;
  • Criação de um grupo de trabalho para aprofundar a discussão e alinhar os procedimentos em torno da implantação das novas tecnologias (INSS Digital, MEU INSS, automatização, etc), visto que até o momento não esta garantindo o atendimento à população bem como não garante a continuidade da nossa carreira e nossos empregos;
NENHUM DIREITO A MENOS!!!  SÓ A LUTA MUDA A VIDA!!

MUDANÇA E RENOVAÇÃO

*********************
            ASSUNTOS RELACIONADOS: